Laranja

laranjasA laranja é o fruto produzido pela laranjeira (Citrus sinensis), uma árvore da família Rutácea.

A laranja é um fruto híbrido, criado na antiguidade a partir do cruzamento do pomelo com a tangerina. O sabor da laranja varia do doce ao levemente ácido.

Como todas as plantas cítricas, a laranjeira é nativa da Ásia, mas a região de origem é motivo de controvérsia. Alguns historiadores afirmam que os citrinos tiveram origem no leste asiático, nas regiões que presentemente incluem a Índia, China, Butão, Birmânia e Malásia. A mais antiga descrição de citrinos aparece na literatura chinesa, por volta do ano 2000 a.C.
De facto, segundo alguns pesquisadores a laranja foi levada da Ásia para o norte da África e de lá para o sul da Europa, onde teria chegado durante Idade Média. Da Europa foi levada para as Américas na época dos Descobrimentos, por volta de 1500.

Na verdade, em muitos países a laranja doce é conhecida como Laranja Portuguesa uma vez que foram os portugueses quem a levou da China para as Américas, e isso ainda hoje se reflete na língua de vários países uma vez que em grego laranja diz-se “portokali”, em turco “portokal”, em romeno “portocalla” e em italiano “portogallo”.

É também em Portugal que se produz uma das laranjas mais apreciadas da Europa: a laranja do Algarve.

Além disso, ao que parece, antes da laranja ser trazida para a Europa, não existia uma designação oficial para a cor laranja. Muitos chamavam-na de amarelo. Assim, o cor-de-laranja recebeu este nome devido a esse citrino.

Frequentemente, esta fruta é descascada e comida ao natural, ou espremida para obter sumo. As pevides (pequenos caroços duros) são habitualmente removidas, embora possam ser usadas em algumas receitas. A casca exterior pode ser usada também em diversos pratos culinários, como ornamento, ou mesmo para dar algum sabor. A camada branca entre a casca e as gomas, de dimensão variável, raramente é utilizada, apesar de ter um sabor levemente doce. É recomendada para "quebrar" o sabor ácido da laranja na boca, após terminar de consumir o fruto.

As laranjas são frutas riquíssimas em vitamina C, que tem como principais funções ao auxiliar o organismo na resistência as infeções, formação dos ossos, e dentes, cicatrização das feridas e queimaduras e da vitalidade as gengivas, evita hemorragias e conserva a juventude. Enfim, reforça as defesas do organismo contra quase todas as agressões.

Contém também quantidades consideráveis de cálcio, fósforo e ferro. O cálcio atua na formação dos ossos e dentes, coagulação do sangue e construção muscular. O fósforo ajuda também na formação dos ossos e dentes e na absorção da glicose (principalmente para nutrir o cérebro, evitando fadiga mental). O ferro faz parte do sistema produtor de energia e leva ás células o oxigénio que os pulmões necessitam.

A vitamina C é um elemento muito nutritivo e importante da laranja, oxida e perde-se com facilidade. Para isso não acontecer e aproveitar melhor suas qualidades nutritivas, deve ter alguns cuidados tais como consumi-la no ponto certo de maturação, descascando-a imediatamente antes do consumo, utilizar uma faca de lâmina de aço inoxidável de preferência uma vez que se utilizar outro metal este pode atuar negativamente sobre as vitaminas.

A camada branca entre a casca e os gomos, de dimensão variável, raramente é utilizada, apesar de ter um sabor levemente doce. É recomendada para "quebrar" o sabor ácido da laranja na boca, após terminar de consumir o fruto.

É aconselhável o consumo de pelo menos uma laranja por dia, garantindo assim a dose diária recomendada de vitamina C, bem como de quantidade razoável de um dos melhores reguladores dos valores do colesterol.

Na hora de comprar as laranjas, deve dar preferência às laranjas mais pesadas, pois são as que mais quantidade de sumo apresentam. Por norma a laranja deve deve ser firme, sem ceder à pressão dos dedos.

Valor calórico: 100gramas de laranja representam cerca de 42 calorias.